Mestrado em Estudos Psicanalíticos


Mestrado em Psicanálise

O Mestrado em Estudos Psicanalíticos do IGP – Instituto Gamaliel de Psicanálise permite estudar as origens da psicanálise, sua história nos primeiros desde os primeiros anos, suas principais idéias e suas aplicações, tanto dentro como fora do contexto terapêutico e, em particular, de como foi adotado e contestado em diferentes situações sociais e culturais.

O programa explora como o pensamento psicanalítico foi usado para iluminar preocupações sociais e políticas prementes e examina as controvérsias que sempre o cercaram. Ele se concentra na interface entre a psicanálise como uma prática clínica em evolução, como uma forma de conhecimento e como um modo de crítica. O programa examina os principais conceitos psicanalíticos em detalhes e coloca esses conceitos em contexto. Ele permitirá que você estude de perto os numerosos desenvolvimentos modernos da psicanálise, de Freud até a teoria e prática psicanalíticas contemporâneas. Você também explorará as questões metodológicas, epistemológicas e éticas que resultaram da elaboração e extensão diversas de idéias psicanalíticas, não apenas em um ambiente clínico,

O programa pergunta até que ponto o pensamento moderno sobre guerra e outras formas de conflito violento, fascismo, terrorismo, racismo e xenofobia influenciou a maneira como pensamos sobre a mente inconsciente e vice-versa. Investiga também como as narrativas psicanalíticas das relações interpessoais e intra-psíquicas moldaram – ou foram moldadas por – atitudes culturais mais amplas em relação ao amor, intimidade e destrutividade, e sobre o lugar dessas narrativas nas discussões sobre gênero e sexualidade, racismo e pós-colonialismo .

Este programa tem bons vínculos com a Sociedade Psicanalítica por meio de seu corpo docente e também porque o curso de Formação em Psicanálise da instituição pode ser tomado como um módulo pelos estudantes do Mestrado. Para estudantes com fortes interesses clínicos, esse arranjo oferece uma oportunidade excepcional para ser ensinado a teoria psicanalítica por alguns dos psicanalistas mais antigos e eminentes do país.

ESTRUTURA DO CURSO

O aluno se debruçará sobre três módulos, que duram 10 semanas cada e fornecem o conteúdo principal do curso teórico e histórico. Eles cobrem textos psicanalíticos, históricos e críticos primários, bem como uma riqueza de literatura secundária que aborda as aplicações da teoria psicanalítica na análise da história e da cultura. Você escolhe um módulo opcional de uma ampla variedade de cursos em estudos psicossociais, história e outras disciplinas, cobrindo tópicos como: intimidade, violência, fascismo e guerra; abordagens críticas para o inconsciente; cultura, comunidade e identidade; sexualidade, história e identidades sexuais; e afeto e doença. (detalhes sujeitos a revisão).

Você também realiza um Módulo de Pesquisa Independente, para auxiliá-lo na escolha, desenvolvimento e realização de uma pesquisa independente (qualitativa empírica ou teórica), culminando em uma dissertação.

MÓDULO I

  • 01 – Atividades Pré-Psicanalíticas
  • 02 – Estudos sobre a histeria
  • 03 – As primeiras publicações psicanalíticas
  • 04 – A interpretação dos sonhos I
  • 05 – A interpretação dos sonhos II
  • 06 – A psicopatologia da vida cotidiana
  • 07 – Histeria e teoria da sexualidade
  • 08 – Teoria Psicanalítica e Introdução a Filosofia
  • 09 – Lições de psicanálise e Leonardo da Vinci

MÓDULO II

  • 10 – O caso Schereber e descrição sobre técnica
  • 11 – Totem e tabu
  • 12 – A história do movimento psicanalítico
  • 13 – Conferências introdutórias sobre psicanálise I e II
  • 14 – Conferências introdutórias sobre psicanálise III
  • 15 – Neurose infantil
  • 16 – Princípio do prazer e psicologia de grupo
  • 17 – O ego e o ID
  • 18 – Inibições, sintomas e ansiedade

MÓDULO III

  • 19 – O futuro de uma ilusão e o mal-estar na civilização
  • 20 – Conferências introdutórias sobre psicanálise IV
  • 21 – Moisés e o monoteísmo, esboço de psicanálise
  • 22 – Questões Psicanalíticas
  • 23 – Psiquiatria e suas Relações com a Psicanálise
  • 24 – Técnica Psicanalítica, Sexologia e Psicoterapia
  • 25 – Clínica Infantil e Ética Psicanalista
  • 26 – Os chistes e sua relação com o inconsciente

Obs: Além do material didático referente a cada disciplina, o aluno também terá acesso a nossa biblioteca e videoteca digital com enorme acervo de livros e vídeos que lhes servirão como fonte de pesquisa.

REQUISITOS DE ENTRADA

Nosso requisito padrão para ingresso na pós-graduação é um diploma de formação em psicanálise, psicologia, psiquiatria, antropologia, sociologia, teologia, ciências sociais, política, história, filosofia e outros da área de humanas.

Analisaremos cada solicitação de pós-graduação do IGP em seus méritos individuais e suas qualificações profissionais e / ou experiência profissional relevante serão levadas em consideração positivamente. Apoiamos ativamente e incentivamos inscrições de alunos maduros.

No formulário de inscrição, liste todas as suas qualificações e experiência relevantes, incluindo aquelas que você espera obter.

Inscreva-se agora para garantir seu lugar e dar tempo suficiente para o processo de inscrição. Você não precisa ter concluído sua qualificação atual para iniciar sua inscrição.

REQUISITOS DE ENTRADA ESPECÍFICOS DO CURSO

Em circunstâncias excepcionais, o tutor de admissões considerará candidatos que não atendem a esse critério, mas que tenham experiência profissional relevante substancial (por exemplo, ensino, jornalismo, assistência social, aconselhamento e psicoterapia, mediação, trabalho de desenvolvimento) e que possam demonstrar por meio de entrevista e um trabalho escrito de que eles possuem as habilidades acadêmicas necessárias para concluir um curso de mestrado.

METODOLOGIA

Com a metodologia de educação a distância, o aluno estuda de acordo com sua disponibilidade de tempo a partir de qualquer lugar a sua escolha. Com isso, barreiras geográficas que por ventura existam são superadas, e custos com transporte são significantemente reduzidos. Além da capacitação e da melhoria da prática profissional que os alunos obtém, a metodologia de educação a distância promove o desenvolvimento da autonomia dos estudos.

IGP dispõe de material didático especialmente elaborado para permitir ao participante realizar estudo independente, de acordo com suas possibilidades de tempo e espaço. O cursista do IGP conta com um serviço de tutoria, para auxiliá-lo em seus estudos.

Material didático: o curso é realizado totalmente à distância. Desta forma o aluno recebe através de sua conta de e-mail, o endereço para baixar as matérias.

O material é disponibilizado EXCLUSIVAMENTE via internet, onde após o acolhimento do pedido de matrícula, enviamos ao aluno um e-mail com o link das matérias, TODAS DE UMA SÓ VEZ, onde poderá fazer o download de cada uma delas, em formato PDF, de forma que ficará o seu critério imprimir ou não.

Obs.: Não disponibilizamos material impresso, devido o grande volume de informações e matérias que compõe o nosso curso, de forma que para tal, teríamos que cobrar dos alunos um valor infinitamente superior ao que praticamos.

Avaliação: juntamente como o material didático, encaminhamos instruções quanto ao processo de avaliação, com questões que dizem respeito a todo o curso.

De R$ 1.449,00 por apenas R$ 989,00

Faça seu pagamento com seu CARTÃO DE CRÉDITO usando PAGSEGURO, PAYPAL OU MERCADO PAGO :

Desconto de 10% para pagamentos por meio de depósito bancário
Depósito em Conta Corrente:
Banco: Bradesco

Agência: 2169-5

Conta Corrente: 20821-3

Favorecido: Flávio Nunes de Souza

Banco: Brasil

Agência: 0721-8

Conta Corrente: 30331-3

Favorecido: Flávio Nunes de Souza

Após a escolha do curso que deseja realizar, mande-nos um e-mail para [email protected] com o comprovante do pagamento. Não nos responsabilizamos por pagamentos, em especial, depósitos efetuados e não comunicados.

IGP – Instituto Gamaliel de Psicanálise/Brasil
CNPJ 11.501.786/0001-47
Gamaliel Institute Inc / Florida – USAP19000054722
Registro no IRS – Receita Federal USA 32-0605852

Perguntas. Sobre Psicanálise e sua formação profissional!

Concluir o curso de Psicanálise Integrativa me permite clinicar? Sim. O curso de Psicanálise Integrativa permite que você tenha um consultório e exerça livremente a profissão de Psicanalista Integrativos.

O Curso tem registro no MEC? 
Nenhum curso e reconhecido pelo MEC, devido a Psicanálise não ser uma ciência.
Não. Nem tão pouco os demais cursos de formação em Psicanálise existentes no País. Inexistem, também, cursos de Psicanálise no âmbito universitário e sim Especialização Lato Sensu. Concluído, o psicanalista recebe um Certificado expedido pela Sociedade. No entanto, há sociedades que não emitem sequer uma comprovação de conclusão de curso. Nossa Escola cumpre a risca essa necessidade.

Quem é o Psicanalista junto á clientela e ao Ministério do Trabalho?

É um profissional que pratica a Psicanálise em consultórios, clínicas e até hospitais, empregando metodologia exclusiva ao bom exercício da profissão, quais sejam, as técnicas e meios eficazes da psicanálise no tratamento das psiconeuroses. Para atingir plenamente seus objetivos, o psicanalista deve ser uma pessoa com sólida formação humanitária, visto que a profissão requer uma acentuada cumplicidade entre analista e seu paciente. Os psicanalistas têm sua profissão classificada na CBO (Classificação Brasileira de Ocupações) no Ministério do Trabalho – Portaria nº 397/TEM de 09/10/2002, sob o nº 2515.50, podendo exercer sua profissão em todo o Território Nacional.

Obs:  existe no site do Ministério do Trabalho uma recomendação de como deveria ser a formação da Psicanálise, (recomendação não e regulamentação), Por isso cada escola tem sua formação, umas diferentes das outras. PARA QUE A  FORMAÇÃO FOSSE SUPERIOR, TÉCNICA , BACHARELADO, PÓS GRADUAÇÃO OU QUALQUER OUTRA E NECESSÁRIO QUE HAJA UMA LEI FEDERAL REGULAMENTO A FORMAÇÃO DA PSICANÁLISE E ATE A PRESENTE DATA ISSO NÃO EXISTE.

PORTANTO A FORMAÇÃO E LIVRE. E CADA ESCOLA TEM UM TIPO DE FORMAÇÃO.

Por que o Curso é aberto às várias profissões? 
É aberto porque nenhuma Lei especificou o contrário. Vale dizer, que desde o princípio era uma profissão aberta a quem se interessasse e que atraiu não só médicos – como Jung e Adler – mas também advogados, filósofos, literatos, educadores e teólogos, sociólogos e pedagogos. Por isso restringir a Psicanálise a essa ou àquela profissão é absolutamente contrário à ciência, ilegal e inconstitucional, pois “todos são iguais perante a Lei”.

O que regulamenta a profissão de Psicanalista?
No Brasil e no Mundo a psicanálise é exercida livremente e não é uma profissão regulamentada. Sendo assim, é uma profissão livre, reconhecida pelo Ministério do Trabalho e Emprego (CBO – código 2515.50), amparada pelo Decreto nº 2.208 de 17/04/1997, que estabelece Diretrizes e Bases da Educação Nacional e pela Constituição Federal nos artigos 5º incisos II e XIII. Repisando: pode ser exercida em todo o País.

O que faz o psicanalista?
Há uma grande necessidade de psicanalistas para orientar as pessoas na solução de seus problemas existenciais, tais como: fobias, ansiedades, depressões, obsessões, impulsos auto e heteroagressivos, angústias e crises de toda ordem. O profissional de Psicanálise ajudará a sociedade a ficar mais humana e a vida a ter mais sentido!

Quem poderá fazer o curso?
Médicos, Professores, Engenheiros, Odontólogos, Advogados, Assistentes Sociais, Pedagogos, Teólogos, Enfermeiros, Pastores, Padres, Psicólogos, Contadores, etc. Este curso é dirigido a todos os interessados em adquirir conhecimentos mais profundos em Psicanálise. Aos que querem aprender a dinâmica de seus problemas emocionais e afetivos de acordo com as teorias psicanalíticas, e aos que desejam dedicar-se à Psicanálise como Terapeutas e Clinicar.

O Curso de Psicanálise oferece titulação acadêmica? 
Não. Nem tão pouco os demais cursos de formação em Psicanálise existentes no País. Inexistem, também, cursos de Psicanálise no âmbito universitário e sim Especialização Lato Sensu. Concluído, o psicanalista recebe um Certificado expedido pela Sociedade e pode atuar como psicanalista em todo país. No entanto, há sociedades que não emitem sequer uma comprovação de conclusão de curso. o ITG cumpre à risca essa necessidade.

O certificado de conclusão do curso de Psicanálise é reconhecido em todo o território nacional?
O certificado é válido para que você atue como psicanalista em todo território nacional sem problemas legais.

Como deve ser feito o estágio no curso presencial e no curso à distância?

Sendo as Sociedades Psicanalíticas, de acordo com os seus Estatutos e Regimentos, as únicas capazes de definir os critérios obrigatórios de capacitação e formação específica em Psicanálise para o fornecimento de certificados, o ITG determina os passos a seguir:

Para que se possa clinicar LEGALMENTE o aluno tem que ter feito um mínimo de 80 horas de Análise Pessoal e acompanhamento de pacientes sob supervisão (PACIENTES PILOTOS) que são pacientes voluntários com respectivos nomes e documentos de identificação.

A nota mínima em cada disciplina deverá ser 7.0 (sete) para aprovação. Quando este quantitativo não for alcançado o (a) aluno (a) deverá apresentar novo trabalho para avaliação solicitado pelo professor da disciplina.

Ao terminar o curso posso abrir um consultório e trabalhar como psicanalista? 
Concluído curso de psicanálise, e consequentemente todas as suas exigibilidades, você terá um diploma que lhe dará o título de psicanalista permitindo que você abra um consultório e trabalhar legalmente como tal.

Regulamentação

Ante o todo exposto, concluímos, pois que a psicanálise, nos dias de hoje, é uma atividade livre e não regulamentada por lei, que pode ser exercida por qualquer cidadão que possua os conhecimentos técnicos e habilidades suficientes à sua desenvoltura. Até o presente momento, não há lei que impeça o livre exercício da psicanálise, a qual não constitui num desdobramento, especialidade ou ramo, privativo da atividade médica ou da atividade psicológica. e por não configurar um ramo privativo da profissão de médico, ou da profissão de psicólogo, a psicanálise não está vinculada ou subordinada à atividade fiscalizadora dos conselhos regionais de medicina ou dos conselhos regionais de psicologia. Porém, mesmo inexistindo regulamentação legal da profissão, o psicanalista não está isento de reparar (indenizar) os danos decorrentes do mau exercício de sua atividade.

Perguntas e respostas:

  1. a) É a psicanálise uma atividade profissional livre, que pode ser exercida por qualquer cidadão, ou consiste em profissão regulamentada?A psicanálise é uma profissão livre, que pode ser exercida por qualquer cidadão, desde que esta possua conhecimentos técnicos ou habilitação profissional suficientes ao seu desempenho) .É a psicanálise uma atividade privativa de médicos ou de psicólogos, e somente por estes pode ser exercida?Não. A psicanálise é uma atividade autônoma e independente, e não constitui desdobramento, ramo ou especialidade privativa da medicina ou da psicologia, em termos legais. pode ser exerci da por qualquer cidadão, inclusive por médicos e por psicólogos, desde que detentores dos mínimos conhecimentos por tanto.c) Caso não seja a psicanálise uma profissão regulamentada, qual lei que a regulamenta, e sob quais condições?A psicanálise, até o presente momento, não é uma profissão regulamentada, pois inexiste lei federal que a regulamente e imponha limites ao seu exercício. Convém anotar que a continuada sistematização da matéria, bem com a criação de um maior número de associações de classe, tende a forçar a regulamentação legal da profissão, a exemplo de tantas outras.d) Existe um Conselho Federal de Psicanálise, bem como Conselhos Regionais, a exemplo do Conselho Federal de Medicina e do Conselho Federal de Psicologia?

Não, pois a atividade de psicanálise não é regulamentada por lei, logo inexistentes os órgãos incumbidos de seu controle e fiscalização. Os Conselhos Federais e Regionais,  como o de Medicina ou de Psicologia, são autarquias públicas federais, órgãos da administração pública indireta da união. possuem poder de polícia e agem em nome do interesse público. sua esfera de atuação emana da vontade estatal e seus atos decorrem do poder de império que administração pública possui e impõe à toda sociedade. Os atos praticados por tais entidades são unilaterais, imperativos, e coercitivos, além de gozarem da presunção de legitimidade, tais quais os demais atos perpetrados pela administração pública.